FIM DE LINHA: Antonio Gonzalez não pertence mais aos quadros do Observatório do Fluminense!

Caros Tricolores

A vida é feita de ciclos e neles vivemos boas e más experiências.

No dia 19 de março de 2014 fui convidado pelo amigo e irmão Julio Bueno para ser o responsável pela logística e o Gerente de Conteúdo do, então blog, Observatório do Fluminense.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e texto

Passaram-se  4 anos e 7 meses desde aquela data.  O blog que até aquele momento não havia deslanchado, apesar de toda a sua classe inicial, começou a crescer.  Conseguimos então implementar um ritmo de trabalho que sempre primou pela qualidade das publicações.  Tivemos a oportunidade de transformá-lo em um portal diferenciado que sempre trilhou a escolha  pela boa e cristalina opinião.

Desde o momento zero procurou-se seguir uma linha editorial que primasse (através da verdade, da coerência e da transparência) pela busca dos caminhos que pudessem levar o Fluminense ao encontro da sua perenidade.

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo

E assim, PROFISSIONALMENTE, procurei trabalhar…

Conseguimos!

Nesses 55 meses para nada fomos “populescos”, muito menos permitiu-se que o Observatório do Fluminense fosse instrumento de politicagem.

E nisso os princípios morais e éticos, do meu amigo e irmão Julio Bueno, alinhados com a sua inteligência, com a sua classe e elegância, fizeram com que eu entrasse de corpo e alma no projeto de levar à torcida e aos sócios do Fluminense uma informação pautada na qualidade do conteúdo e na opinião sempre transparente.

Ao longo desses mais de 1.650 dias, sendo 1.200 como portal, foram publicadas mais de 600 colunas e 380 Editoriais (dos quais escrevi 340).  Numa linha mais direta com os associados do Fluminense,  36 Newsletters foram enviadas.

O Observatório do Fluminense foi vanguarda, inovou, marcou tendências que, nos dias de hoje,  são utilizadas pelo próprio clube em suas redes sociais. As fotos / posts se tornaram uma realidade.

Entretanto:

“A vida é feita de ciclos e neles vivemos boas e más experiências”…

Nesse momento quero comunicar a todos os Tricolores, principalmente aos leitores e seguidores do Observatório do Fluminense, que estou me desligando do portal por minha livre iniciativa.  Noutras palavras: me demiti.

Além do desgaste natural que existem nas relações, existiu de minha parte uma discordância para com a forma de gerir e de ver o portal, da atual direção.  Nada além disso.

O Observatório do Fluminense em matéria de OPINIÃO não devia nada a nenhum portal ligado ao Fluminense e até mesmo, a nível do futebol nacional.

Infelizmente nem todos pensam assim.

Com isso um cacife de 185 mil pessoas no Facebook (que chegou a ter a visibilidade de mais de 300 mil em um post) está sendo deixado de lado.

Não existe muito mais para falar.  Somente para agradecer:

a) Em primeiro lugar ao meu amigo e irmão Julio Bueno: MUITO OBRIGADO!!! Aprendi muito, conviver com você numa reunião onde se fala do Fluminense, é um privilégio (imaginem em várias reuniões). Sem falta de humildade, pelo contrário, por gratidão posso afirmar que se hoje eu tenho um estilo de escrever, devo isso a você. Pena que por razões profissionais teve que se afastar da direção do O.F..  Mas bato no peito e afirmo: Julio Bueno é o meu candidato eterno para a PRESIDÊNCIA do Fluminense.  É o único HOMEM QUE EU CONHEÇO com inteira capacidade para tirar o clube do buraco em que se encontra;

b) Meus agradecimentos de forma também intensa para os irmãos Marcos Furtado e Carlos Henrique Ferreira. Apesar de fatores externos, as nossas amizades provaram que são mais fortes.  A vocês, a minha eterna gratidão;

c) Woden: Começando por um dos seus sócios, o Arthur Nunes, pessoa de caráter ilibado. Passando pelos Gerentes de Conta com quem convivi: o Cadu Rocha, a Hilana Zimerfeld, o Gemmal e o Belo. E o que falar da designer Bárbara Baltar? Você é um grande ponto fora da curva, dona de um trabalho espetacular. Ao Yan Caetano, o homem das redes, meu respeito e reconhecimento. A Roberta Cavalcanti, minha SUB predileta e do coração, que sempre mostrou ser um porto seguro de tranquilidade… A todos os demais…  desenvolvedores, pessoal de manutenção, recepcionistas, telefonistas,  mensageiros e pessoal do café, recebam o meu muito obrigado;

d) Ao Luiz Eduardo Queiroz (Jornalista da Woden): Poucas vezes na vida (quase 57 anos e trabalhando desde os 12) eu tive tanta afinidade profissional com uma pessoa. O Luiz é simplesmente EXCELENTE. Juntos fizemos uma grande dupla tipo Pelé (ele) e Coutinho ou o nosso Casal 20, Assis e Washington.  Um cara, TRICOLOR, desses que vale muitíssimo a pena. Se algum dia eu voltar a embarcar numa aventura como essa, a condição sine quo non, é que você participe;

e) Aos COLUNISTAS que muito contribuíram na construção dessa bela trajetória: Nelson Rodrigues Filho (foi o 1º a aceitar o convite), Heleno Sotelino (que em paz descanse), Rodrigo Gonçalves, Gustavo Marins, Bruno Carril, Edgard Nascimento, Nelson Ferreira, Mônica Cury, Thiago D’Aguiar, Rafael Castro, Thiago Rachid, Sergio Neves, Eduardo de Moraes, Big Wolf, Miguel Pachá, Marcia Justo, Carla Andrade, Isabelle Suarez, Eduardo Miranda, Nicolas Bessa, Vitor Delphim, Carlos Ragazzo, Pedro Trengrouse, Flávio Martino, Pedro Luiz El-Bainy Carneiro, Alexandre Vilella, Carlos Henrique Faria, Leandro Capela,  Fernando Barreto, José Luiz Azevedo, Marcelo Kieling, Renato Wave, Carlos Tricolor e Ademar Arrais…  A todos vocês o meu MUITO OBRIGADO;

 f) A todos que tiveram textos publicados nas seções Debate e Artigos, além dos que foram convidados especiais para escreverem o Editorial: Paulo-Roberto Andel, Vicente Dattoli, João Claudio Boltshauser, Miguel Pachá, Marcelo de Carvalho, Caio Barbosa,  Renato Vieira de Abreu, Luiz Couceiro, Felipe Fleury, William da TFF, Leonardo Moretti, Wagner Aieta, Rogério Micucci, Paulo Studart, Paulo Cesar Nântua, Rodrigo Baroni, Walcyr Borges, Michael Simoni, Fabio Nascimento e Carlos Henrique Ferreira… A vocês também o meu agradecimento eterno;

g) Aos sites, blogs e grupos políticos: Panorama Tricolor, O´Tricolor.com,  Explosão Tricolor, NetFlu, Buteco Tricolor, Flulink, SempreFlu, Blog Laranjeiras, Terno e Gravatinha, FluNews, Futebolzinho.com, Por Amor ao Fluminense, Unido e Forte, Vence o Fluminense, Flu 2050, Grupo Base, Pró Flu, Flu + e MR21. Valeu! Aprendi muito com vocês;

h) Um agradecimento especial aos meus amigos da Flu 2050: Cacá Cardoso, Miguel Pachá, Eduardo de Moraes, Gilson Maurity, Sandor Hagen, Idel Halfen, entre outros. Sou grato e gratidão não tem data de validade. Muito obrigado!;

i) Aos patrocinadores: Gustavo Gigio Design, CDI Foodservice, Ultramar Turismo, DB Seller e Luna Freire Advogados Associados, o meu agradecimento;

j) Torcida: Ao SOBRANADA 1902, Força Flu, Young Flu, Fiel Tricolor, Garra Tricolor, Flunitor e Bravo 52…  Vocês são fundamentais na história e no futuro do Fluminense;

k) E a todos que teceram críticas aos textos que escrevi… tenham a certeza que o carinho e a admiração são recíprocos.

“Y con eso y un biscocho hasta mañana a las ocho”…

Foi um casamento bonito, com as nuances que possam existir em intensas relações…

Mas ACABOU!

Seguirei o meu caminho.

E mesmo estando trabalhando (em conjunto com outras pessoas) na criação de um #MOVIMENTO, neste momento não me sinto preso a nenhuma corrente política, livre que estou para falar realmente TUDO o que penso, não dando espaço para que ninguém converse em meu nome.

Mas fica claro desde já: o meu ombro não está disponível para ninguém que queira ou precise dele para começar a sair na foto.

Menos ainda vou dar cheque em branco a ninguém, nem tem essa de apoio incondicional.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

Quem quiser contar comigo que aprenda que há algum tempo a banda toca diferente. Por história não preciso pedir autógrafo, nem licença para ninguém.

De resto…

A todos os 185 mil (chegaram a ser 192 mil) seguidores do Observatório do Fluminense a minha gratidão.

Ao Observatório do Fluminense o meu respeito e o desejo de longa vida.  Principalmente porque o Fluminense necessita de um portal com esse estilo.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé

Despeço-me  com essas fotos que representam alguns  dos momentos mais felizes do Observatório do Fluminense.

No mais, sabendo que “a bola não entra por acaso”, o ANTONIO GONZALEZ, para tristeza de alguns, continuará observando, sabendo mais do que nunca que as promessas, assim como palavras, o vento leva.

Saudações Tetracolores

Antonio Gonzalez

#FORAABAD

#FORAFLUSÓCIO

#MOVIMENTOA imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *